Tags:

Como se tornar piloto de avião?

Inicialmente o interessado tem de ter em mente que o processo é longo, que demanda disciplina e atenção, mas que também é muito prazeroso.

O tempo de preparação e formação de um piloto depende muito de cada pessoa, podemos dizer que, se houver dedicação exclusiva, é possível a formação completa de piloto privado + piloto comercial em cerca de 12 meses. Sempre lembrando que isso dependerá de uma série de fatores, principalmente da evolução do aluno.

Para piloto privado é exigido que se tenha idade mínima de 17 anos, para o curso teórico, e 18 anos, para o curso prático, primeiro grau completo e Certificado de Avaliação Física.  Esse Certificado Médico Aeronáutico é classificado como o de 2ª classe (CMA 2ª classe), que deve ser feito em algum Hospital da Aeronáutica, ou clínica homologada pela ANAC.  Sem este certificado, mesmo que o candidato tenha êxito no curso teórico e tenha sido aprovado na banca da ANAC, não poderá prosseguir para o treinamento prático de voo.  Por isso aconselhamos que este certificado seja tirado antes do curso teórico para evitar frustrações futuras, já que o exame é crucial para se praticar as horas de voo. Para este Certificado o aluno se submeterá a uma série de exames, incluindo de sangue, psicotécnico e teste de esforço.

O Curso Teórico para Piloto Privado é quando o aluno começa a ter contato com noções Regulamentos de Tráfego Aéreo (VFR), Conhecimentos Técnicos (motores à pistão), Aerodinâmica e Teoria de Voo e Meteorologia e Navegação Aérea (VFR).  Este curso leva em torno de 4 meses para ser concluído, e após esse processo o aluno vai passar por uma avaliação na banca da ANAC, e deve ter aproveitamento mínimo de 70% para começar a fazer as 35 horas de voo necessárias para formação.  Dessas 35 horas de voo, é exigido que pelo menos 3 horas sejam de voo noturno.  É importante salientar que apesar de serem necessárias somente 35 horas, isso depende muito do aluno e às vezes pode acontecer de o aluno necessitar de mais horas para estar realmente preparado.

O tempo para conclusão dessas 35 horas depende muito mais da disponibilidade do aluno do que qualquer outra coisa.  Se o aluno pode ficar na escola, voando todos os dias, logicamente sujeito à disponibilidade meteorológica, ele pode conseguir voar muito rápido essas horas, pois após o período de adaptação, é permitido voar mais de 1 hora por dia, desde que haja disponibilidade da aeronave e climática.

Ao final do curso prático, já de posse do Certificado de Capacidade Técnica (CCT/Banca ANAC), após ter sido aprovado na banca da ANAC, o aluno estará apto a realizar o voo de check. Se aprovado neste voo, o aluno estará apto a pilotar aviões monomotores em condições visuais, porém, não pode ainda exercer atividade remunerada com a aviação. Para trabalhar como piloto é necessário o curso de Piloto Comercial e o processo será iniciado com foco neste objetivo.

Para ser PC – Piloto Comercial, o aluno dever ter mais de 18 anos, segundo grau completo, certificado de avaliação física de 1ª classe e CHT de Piloto Privado. Primeiro é importante que o certificado de saúde seja o de primeira classe. O curso teórico leva aproximadamente 4 meses e o mínimo de aproveitamento na banca da ANAC é de 70%.  Depois disso serão necessárias mais 115 horas de voo, sendo no mínimo:

  • 60 horas visual e navegação
  • 12,5 horas MLTE IFR
  • 8 horas IFR
  • 8 horas noturno
  • 32 horas de simulador de voo ou 19 horas de IFR

Além das 2,5 horas de check.

Após ser checado por profissional homologado pela ANAC, o piloto já estará habilitado a conseguir um emprego como piloto comercial.

Como toda e qualquer profissão, a de piloto também tem cursos específicos de especialização. Esses cursos, além de enriquecer o currículo do piloto, ajudam na diversificação de possibilidades profissionais, além de ser sempre um diferencial para o profissional.