Tags: CTM,Manual Geral de Manutenção,Manutenção de aeronaves,Helisul

Manual de Procedimentos de Inspeção

Com base nos Manuais dos Fabricantes e na Legislação vigente, toda empresa que presta serviços de manutenção a aeronaves, próprias ou terceirizadas, tem a obrigação de desenvolver seu próprio Manual de Procedimentos de Inspeção (atualmente sendo substituídos por: Manual de Organização da Empresa (MOM) e Manual de Controle da Qualidade (MCQ) e Programa de Treinamento), documento que determina, conforme normas da ANAC, a correta aplicação e execução de processos em todas as áreas relacionadas dentro da indústria de aviação.

Além de servir como documento/atestado de capacidade da empresa em prestar serviços no segmento, este manual é também material imprescindível aos colaboradores que atuam no setor, uma vez que o mesmo contem informações fundamentais sobre todos os assuntos que envolvem os trabalhos, além dos direitos e deveres incutidos em cada uma das funções em questão.

Este manual deve ficar disponível a qualquer profissional da empresa e você vai encontrá-lo com o Responsável Técnico da empresa e à disposição na Biblioteca Técnica.

Caso queira saber mais sobre as normas que regem a criação de um Manual Geral de Manutenção, você pode acessar o site da ANAC:

http://www2.anac.gov.br/empresas/regulamentos.asp

e procurar pelos seguintes arquivos:

Regulamentos

  • RBAC 145 – Empresas de manutenção de aeronaves.
  • RBCA 43 – Manutenção, manutenção preventiva, modificações e reparos.
  • RBHA 65 – Despachante operacional de vôo e mecânico de manutenção aeronáutica.
  • IS 145-001B_certificação empresas 145
  • IS 145-009A_elaboração do MOM e MCQ
  • IS 145-010A_Programa de treinamento em OM
  • IS 43.13-003C_ensaios não destrutivos
  • IS 43.9-002A_segvoo 003_etiqueta de aeronavegabilidade
  • IS 43.9-001A_Segvoo 001
  • IS 145.109-001A – Publicações técnicas.
  • IS 43-001A – Elegibilidade, qualidade e identificação de peças de reposição.